Boato de que seria gay fez Luan questionar jeito “afetado”

São raros os artistas populares a merecer as Páginas Amarelas de Veja. O espaço costuma ser reservado a políticos influentes, economistas premiados e cientistas de renome. Luan Santana acaba conquistar tal façanha.

O cantor sul-mato-grossense, de 28 anos, foi entrevistado por Sergio Martins, repórter especializado em música. O título ‘Namoradinho do Brasil’ ressalta o prestígio do jovem ídolo do sertanejo pop.

Durante muitos anos, Luan enfrentou rumores a respeito de sua sexualidade, assim como o músico Júnior Lima. Ele comentou a respeito na conversa com Veja.

“Falaram muita maldade de mim. Eu me incomodei tanto com os boatos de que eu seria homossexual que comecei a me questionar se me sentava de um jeito muito afetado”, relata.

“Mas eu sei que homossexualismo (sic) jamais pode ser chamado de ofensa”.

O termo homossexualismo está banido em razão de o sufixo ‘ismo’ ser usado para representar patologias (doenças). O correto é homossexualidade, informa o Terra.

Ainda nas Amarelas, Luan Santana respondeu ao questionamento sobre o namoro com a designer de moda Jade Magalhães.

“Minha primeira relação sexual não foi com ela, não. Com 16 anos, já tinha tido minha primeira namoradinha”, explicou. “Mas a primeira relação dela (Jade) foi comigo”.

Crush de milhões de garotas, Luan contou ter sido apaixonado por Sandy. “Eu queria demais me casar com ela. Chegava a rezar pedindo que isso acontecesse”.

Sandy se casou em 2008 com o músico Lucas Lima. Os dois são pais de Theo, de 5 anos.

21/10/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)