Noiva de Gabriel Diniz relata roubo de joias do cantor

Noiva de Gabriel Diniz, Karoline Calheiros fez um desabafo nas redes sociais sobre a morte precoce do cantor. Dois meses após a partida do artista, a jovem não conseguiu conter as lágrimas ao recordar o acidente de avião fatal. “A gente segue firme porque ele tá num lugar muito melhor que a gente. Minha preocupação era que ele tivesse sofrido. Fiquei com essa agonia por muito tempo. Mas ele não sofreu. Já estava tudo preparado nos céus para ele ser recebido da melhor forma. Coisas que fogem do nosso entendimento. Só a fé que explica”, disse ela, que o homenageou com uma tatuagem de borboletas.

‘Mais do que o ouro, tinha um valor sentimental’

Recebendo apoio dos fãs de Gabriel Diniz, a psicóloga relatou ainda que as joias desenhadas por ele, sempre em evidência em seus shows, foram roubadas da mochila do forrozeiro no acidente. “Todas as peças de ouro dele foram roubadas no acidente. Infelizmente. Na mochila dele tinha um compartimento que ele colocava as joias dele. Tudo foi embora. Que as pessoas que estão com esses objetos sejam abençoadas porque isso têm um grande significado pra gente, até porque ele criava, ele desenhava e bolava tudo que usava. A gente tem um ourives lá em João Pessoa que fazia todas as peças pra ele. Mais do que o ouro, tinha um valor sentimental porque era uma obra dele”, contou, segundo o Terra.

Noiva relembra confirmação da morte: ‘Precisei de três’

Conversando através de uma live com os seguidores do Instagram, Karol detalhou aos internautas o exato momento que recebeu a notícia da morte do namorado, que o sempre a divertia e encantava com atos românticos. “Como eu recebi a notícia? Deus é tão perfeito que nos tirou de casa para que a gente não soubesse pela televisão. Como todo mundo sabe, era o dia do meu aniversário, e tinha amigos aqui na Praia do Gunga (Alagoas), E choveu muito. Eu acredito que tenha sido o momento do acidente, uma chuva muito forte e a gente esperou para ver o mirante. Quando eu desci do mirante, antes de entrar no carro, recebi uma ligação de Andrezinho, que cuidava da agenda do Gabriel. Ele me perguntou se Gabriel estava comigo. Eu não sabia de nada. Achei ele muito sério. Ele já sabia o que tinha acontecido. Quando estava fora do carro, o saxofonista ligou e disse que tinha acontecido alguma coisa com Gabriel. Não olhei Instagram, não liguei rádio. Voltamos para casa. Recebi muitas ligações. Foram 40 minutos até em casa. A gente de fato não sabia de nada. Uma amiga minha que mora em Sergipe me ligou e disse que estava indo para o local do acidente. Precisei de três confirmações para saber que Gabriel tinha partido”, lembrou.

21/08/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)