Polícia Civil indicia homem pela prática de crime de homofobia

O delegado Thiago Prado, titular da Seção de Crimes Cibernéticos, da Divisão Especial de Investigação e Capturas (GRE/Deic), informou que o caso teve origem com uma denúncia de que um perfil social do Facebook estaria publicando reiteradamente textos ofensivos aos homossexuais e transexuais.

A partir disso, foi instaurado inquérito policial e o autor das postagens ofensivas foi identificado como Hugo D’Leon Cardoso de Mendonça, de 33 anos .

No seu interrogatório, o suspeito disse que tudo não passou de uma brincadeira e que não queria ofender os homossexuais.

O delegado disse que os textos publicados, “além de repugnantes, enquadram-se como crime de homofobia, que provisoriamente está sendo tratado pela Lei de Racismo, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF)”.

No relatório do inquérito policial, Thiago Prado pediu ainda que o juiz determine ao Facebook o imediato bloqueio do perfil social de D’Leon, pois ainda persistem postagens ofensivas.

Hugo D’Leon responderá ao processo em liberdade e pode pegar uma pena de até cinco anos de prisão.

PC AL 09/08/2019

(Visited 2 times, 1 visits today)